A sua vida é só sua

14/jul

Oi gente, tudo bem? Hoje vim fazer um post desabafo, estou precisando hahaha. Começo ele contando que hoje fiz a prova prática no Detran pela segunda vez e não passei. Sim, não passei. E adivinhem? Não foi porque eu não quis hein… Basicamente cansei do cuida cuida da vida que todo mundo tem mania de fazer (inclusive eu) e a carteira de habilitação é um bom exemplo disso.

Não passar na primeira vez é perdoável, mas se você não passa na segunda, ahhh tem alguma coisa errada. E na terceira então? Nossa, você não tem mesmo noção de nada, né? Gente, não julguem sem saber. Nem todas as pessoas são assim, mas estou indo a um extremo pra que vocês entendam o quanto cuidar da vida do outro é chato. Falo isso não só por mim que vou fazer a prova pela terceira vez, mas por muitos que estão na sua quinta vez, por exemplo. A pressão é muito grande e é difícil explicar tudo o que se passa na hora da prova. Eu jamais imaginei como esse processo funcionaria, mas ele não é nada fácil. E sinceramente, a prova não define sua habilidade de dirigir. Não estou dizendo que não deveria ter sido reprovada, porque eu deveria. Fiz coisa errada, ué. Confesso que a angústia está sendo maior por não ter a opção do “quebra”. A única vez que eu ouvi falar de uma possibilidade o valor era R$ 1.200,00, não tenho coragem de pagar. E olha, foi melhor assim, apesar de todo o sufoco que está sendo. Pior do que ser reprovada, é ter que dar a notícia pra todo mundo. E aí que vem o ponto onde eu quero chegar nessa história. Isso é o que deveria acontecer? Não! A culpa disso tudo é minha? Sim! Quem está pagando a carta sou eu com a ajuda dos meus pais, quem sabe se sou capaz ou não sou eu, quem se sente mal no fim do dia por ter “fracassado” sou eu. As pessoas que aparentemente se preocupam com você, muitas vezes só te criticam sem tentar se colocar no seu lugar.

As pessoas criam expectativas sobre você, mas não pensam no que isso pode causar. Será que eles pensam como você se sente? O que é ruim fica pior quando você sabe que não só não correspondeu às suas expectativas, como não correspondeu a dos outros (das pessoas que são importante pra nós, claro). Não digo que as pessoas que te amam de verdade façam isso de propósito porque eu sei que não. E estou sendo até hipócrita falando sobre expectativas, afinal eu sou uma pessoa que cria muita expectativa em tudo. Mas eu tenho consciência também do que faz bem e o que não faz.

Às vezes paro e penso no quanto é errado julgar e o quanto eu sou errada em julgar muitas vezes também. Isso tudo foi uma reflexão e um fica dica pra muita gente que tem costume de fazer essas coisas em diversas situações, entendem? Ninguém tem o direito de tirar conclusões sobre você ou falar coisas desnecessárias só porque elas passaram por sua cabeça.

Saiu tudo muito bagunçado e confuso, mas obrigada por me ouvirem hahaha.

Um beijo e até o próximo post 😉

Deixe seu comentário aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tags dicas vídeo lookdodia inspiracoes musica playlist gostosuras vlog DIY viagem aniversario facavocemesmo decoracao parquedoibirapuera glamourmodafeminina desafio voudeglamour pokemongo festa tag
Subir
ao
topo